Click na imagem para acessar o site

Click na imagem para acessar o site
click na imagem para acessar o site
"Trabalhadores e trabalhadoras, uni-vos contra a tirania, mas uni-vos sobretudo contra a inércia que se torna coadjuvante da opressão"

Vladimir Maiakovski - operário, poeta e revolucionário soviético.



sexta-feira, 30 de março de 2012

domingo, 11 de março de 2012

POR QUE LADRAM OS VELHOS CÃES DE PIJAMA?

POR QUE LADRAM OS VELHOS CÃES DE PIJAMA?

Por que ladram os velhos cães de pijama?
(Nota Política do PCB)

A esdrúxula Carta à Nação, redigida e assinada por oficiais da extrema-direita das Forças Armadas brasileiras, inclusive com signatários praticantes de tortura durante o regime militar, é mais uma peça político-ideológica que se junta ao rol de uma República cujo Estado de Direito democrático ainda está longe de ser consolidado.

Mais do que esdrúxula, a Carta é um ataque a todos os brasileiros. Seus autores negam os fatos da história recente do país sob o regime que patrocinaram, mentem quanto a representarem as Forças Armadas, ameaçam a ordem política constituída, insubordinam-se contra a autoridade da Presidência e, por fim, demonstram como a Anistia aos verdadeiros terroristas aparentemente imunizou-os do enquadramento legal, pelos poderes e leis do Estado.

A Carta à Nação merece o repúdio veemente das instituições políticas democráticas. Os seus signatários não estão blindados, como alegam, a uma punição militar por ataque a um superior hierárquico. O fato de o militar estar na reserva não o dispensa do dever de obediência à ordem política do Estado de Direito, encarnada, no caso, na autoridade presidencial.

Os autores da Carta são fascistas declarados. Terroristas que, até pouco tempo atrás, sob o pretexto de combater a "subversão comunista", derrubaram a democracia e instalaram o regime de arbítrio e terror. Não podemos considerar o ataque desses extremistas das Forças Armadas (estejam ou não na reserva) como meros rompantes de saudosistas da ditadura. Eles, de fato, não representam a maioria das Forças Armadas, mas ainda assim, por razões facilmente explicáveis, obtém grande repercussão de suas ameaças e falácias na mídia golpista e reacionária do país.

Vivemos novos tempos de um combate político-ideológico antigo. Esses velhos cães de pijama - fascistas, mentirosos, sediciosos, arbitrários -, querem explorar um caldo de cultura de caráter conservador, à direita do centro ideológico. Querem disseminar o discurso do combate à corrupção para ganhar, nas classes médias e camadas assalariadas, o apoio a um projeto de direita que aposta na radicalização social e política para enfraquecer as bases da democracia não consolidada.

Eles, os fascistas de sempre, sabem porque estão ladrando nas entrelinhas dessas Cartas fanáticas e ilegais. Cabe aos trabalhadores e militantes da democracia, à esquerda socialista e revolucionária, acautelar-se e exigir a punição desses saudosos de porões e torturas, mentiras e mortes.

Comitê Central do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Rio de Janeiro (RJ), 9 de março de 201

AÇÃO DIRETA

AÇÃO DIRETA
O vermelho é o nosso sangue derramado e o preto o nosso luto por aqueles que tomabaram na luta.

Marcadores