Click na imagem para acessar o site

Click na imagem para acessar o site
click na imagem para acessar o site
"Trabalhadores e trabalhadoras, uni-vos contra a tirania, mas uni-vos sobretudo contra a inércia que se torna coadjuvante da opressão"

Vladimir Maiakovski - operário, poeta e revolucionário soviético.



domingo, 14 de agosto de 2011

ALDO REBELO (PCdoB) E A RECOMPENSA DA MOTO-SERRA: RURALISTAS APOIAM REBELO PARA VAGA NO TC.

Uma mão lava a outra


Manaira Medeiros

O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB/SP), que relatou o projeto do Código Florestal na Câmara, nunca conseguiu esconder o setor que defendia e para quem atuou nos últimos anos: os ruralistas. Depois de elaborar um relatório que atendia a todos os interesses do agronegócio e os grandes latifúndios, batendo de frente com ambientalistas e comunidade científica, passou a ser ovacionado por representantes do setor. Agora, veio a retribuição. Aldo contará com apoio de peso - 232 deputados - da bancada da motossera para disputar a eleição a ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Recompensa veio a cavalo.

As movimentações para conquistar a cadeira do ministro Ubiratan Aguiar, que se aposentou, andam a todo vapor em Brasília. Notícia divulgada pelo Valor Econômico aponta que há pelo menos 12 candidatos da base governista que trabalham seus nomes há meses. Aldo Rebelo surgiu no cenário somente há dez dias, mas cotado como o nome de consenso entre os ruralistas no Congresso. E com chances reais de vitória.

O cenário que se forma ao redor de Rebelo com vistas ao TCU mostra que o empenho dele nos últimos dois anos, período em que o projeto do Código tramitou na Câmara, não foi em vão. O deputado se manteve em contato com as principais lideranças da bancada do agronegócio e protagonizou embates públicos para defender com unhas e dentes a flexibilização da legislação ambiental, mais desmatamento e anistia àqueles que cometeram crimes ambientais.

No final das contas, os pedidos enumerados pelos ruralistas a Rebelo para a formulação do relatório saíram melhor do que encomenda. E o placar final, depois da pressão da bancada em votar o novo Código sem os debates necessários, confirmou o que já era esperado: 410 votos a 63.

Depois da vitória esmagadora na Câmara, o relatório seguiu para o Senado, onde ainda tramita, com tudo de pior ao meio ambiente. Lá passará por algumas comissões e já há movimentos para modificar os pontos polêmicos. Ao contrário dos deputados federais, não há pressa para a votação. Entretanto, em qualquer caso de mudança, retorna à Câmara, onde o campo já está definido para o lado ruralista.

Não tem como negar, Rebelo cumpriu bem o seu papel. Apesar de seu histórico de ex-militante estudantil e comunista, tomou partido e usou de inteligência para divulgar um discurso um tanto quanto parcial. Sabido que só ele, sabia que a recompensa seria boa.

Dito e feito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AÇÃO DIRETA

AÇÃO DIRETA
O vermelho é o nosso sangue derramado e o preto o nosso luto por aqueles que tomabaram na luta.

Marcadores