Click na imagem para acessar o site

Click na imagem para acessar o site
click na imagem para acessar o site
"Trabalhadores e trabalhadoras, uni-vos contra a tirania, mas uni-vos sobretudo contra a inércia que se torna coadjuvante da opressão"

Vladimir Maiakovski - operário, poeta e revolucionário soviético.



quarta-feira, 27 de julho de 2011

PARANÁ: CHEGA AO FIM A GREVE NA MATTE LEÃO.













Matte Leão (Coca-Cola): Trabalhadores conquistam reajuste e encerram greve.

Empresa e sindicato chegam a acordo após rodada de conciliação na Justiça do Trabalho.



Rui Amaro Gil Marques


Terminou ontem, quarta-feira (27), a greve dos funcionários e funcionárias da empresa Matte Leão, do grupo Coca-Cola do Brasil S/A, no município de Fazenda Rio Grande, região metropolitana da grande Curitiba (PR).

Depois de quase 5 horas de uma negociação tensa na Justiça do Trabalho representantes da empresa e do sindicato chegaram a um acordo que satisfez a expectativa dos cerca de 480 funcionários da Matte Leão. A conciliação foi acompanhada pelo Promotor do Trabalho, Dr. Jaime José Bilek e pelo Desembargador Dr. Benedito Xavier. O advogado Arnaldo Pipek, de São Paulo, comandou a bancada da SABB/Coca-Cola durante a reunião.


Reajuste Salarial


Os trabalhadores conseguiram 8,3% de reajuste para os salários até R$1.000,00. 8% para os salários acima de R$1000,00 até a faixa de R$1.500,00. Acima de R$1.500,00 até a faixa de R$2.000,00 o reajuste alcançado foi de 7%.



Cesta-Básica/Ajuda Alimentação

A cesta-básica passou de R$50,00 para R$80,00 até dezembro e a partir de janeiro de 2012 será de R$100,00 sem vinculo com programas de assiduidade.



O que eles reivindicavam


Os trabalhadores reivindicavam antes do início da paralisação que durou uma semana um reajuste salarial de 10% e a elevação da cesta-básica de R$50,00 para R$120,00. A empresa havia oferecido inicialmente 7% de reajuste e a elevação da cesta-básica para R$70,00.


Dias Parados

Os trabalhadores também conseguiram que os dias parados devido a greve não fossem descontados integralmente. A empresa se comprometeu a descontar apenas 3 dias o que corresponde a 50% da paralisação que durou uma semana. Os representantes da SABB, atual gestora da Matte Leão, também se comprometeram em não demitir os funcionários que aderiram ao movimento reivindicatório.

Para o presidente do STIMALCS, sindicato que representa a categoria, Juarez do Couto Silva esse acordo foi uma vitória para os trabalhadores apesar das idas e vindas das negociações entre empresa e sindicato. Colaboraram com o sindicato os advogados Dr. Vanderlei Carlos Sartori Junior, Dr. Cícero de Araújo e Dr. Joelson Flávio.

Uma comissão de trabalhadores acompanhou as negociações na Junta do Trabalho enquanto que um grupo de 50 trabalhadores aguardava ansiosamente na calçada o anuncio do fechamento do acordo. Todos voltam ao trabalho a partir de hoje.


Apoio e União dos sindicatos

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Matte (STIMALCS) e os funcionários da Matte Leão (Coca-Cola) durante a greve receberam apoio de sindicatos do setor de Alimentação das cidades de Apucarana, Arapongas, Curitiba, Ponta Grossa, Castro-Carambeí, Toledo, Dois Vizinhos, Paranaguá, Cianorte, Cascavel, Francisco Beltrão, da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Paraná (FTIA), CUT Paraná, CUT Brasil, Confederação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação (CONTAC) e da União Internacional dos Trabalhadores do Setor de Alimentação (UITA).


--

* Siga-me no Twitter: twitter@RuiAGM66 e leia as minhas opiniões sobre fatos e acontecimentos do mundo contemporâneo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AÇÃO DIRETA

AÇÃO DIRETA
O vermelho é o nosso sangue derramado e o preto o nosso luto por aqueles que tomabaram na luta.

Marcadores